Destaque »

Presidente e novo Diretor Industrial da CBMM destacam importância do relacionamento com a cidade

9 de dezembro de 2017 – 11:59 |

Na noite da última terça-feira, dia 05 de dezembro de 2017, a direção da empresa CBMM, se reuniu com profissionais da imprensa araxaense num encontro tradicional de confraternização de fim de ano, no salão …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Muita música clássica da Orquestra Filarmônica atrai grande público em Araxá

A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais se apresentou, pela segunda vez, em Araxá, no último sábado, 22, na área externa do Teatro Municipal. A atração faz parte da turnê estadual que passou também em Divinópolis, na última sexta-feira, 21. Segundo balanço da Polícia Militar, mais de 800 pessoas estiveram apreciando o concerto.

Em Araxá, a orquestra se apresentou ao ar livre pela Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet.

A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais foi criada em 2008, pelo Governo de Minas, com o intuito de inserir o Estado nos circuitos nacional e internacional da música clássica. Excelência artística e vigorosa programação – esse é o perfil da Filarmônica de Minas Gerais, formada por 90 músicos, provenientes de todo o Brasil, além de países da Europa, da Ásia e das Américas.

Com a regência do maestro Marcos Arakaki, a orquestra interpretou cinco composições brasileiras. A primeira que abriu o concerto foi “O Guarani”, de Carlos Gomes, música bastante conhecida por quem ouve o programa “A Voz do Brasil” nas rádios.

“A gente está muito feliz por realizar esse concerto aqui em Araxá. A orquestra tem viajado por diversas cidades do nosso Estado e, em cada cidade, a acolhida é muito especial. É a segunda vez que viemos a Araxá, então, isso tem mais significado para a Filarmônica, porque a gente começa a criar o nosso público aqui”, colocou o maestro.

“As pessoas têm prestigiado a orquestra em diversos concertos, espaços não só do interior do Estado, na capital e fora de Minas Gerais. A gente tem levado o mesmo nível de qualidade a todos. O público que a gente pode atingir sempre é maior quando é em teatro fechado, apesar de ter que ser sonorizada a orquestra e estar sujeito a chuviscos, que não é caso de hoje, nós sempre estamos tendo uma boa acolhida”, acrescentou Arakaki.

Esta foi a segunda vez que a Orquestra Filarmônica se apresenta em Araxá. Para a presidente da Fundação Cultural Calmon Barreto (FCBB), Débora Arantes Afonso Francisco, a cultura é uma forma de protesto, mostrando o que Araxá tem de melhor no setor.

“Estamos muito emocionados, porque isso é a culminância de um trabalho. Faz cinco meses que a gente está em contato com a Filarmônica. Trazer um espetáculo desses a um lugar muito bonito (Teatro Municipal) é um presente para todo mundo. Hoje (22) também fomos presenteados com a Escola de Música, que recebeu um workshop com os integrantes da orquestra. Foi muito proveitoso e é um incentivo muito grande aos nossos alunos”, finalizou.

“Foi lindo ver um espetáculo dessa grandeza aqui em Araxá. Muito bom!”, salientou o engenheiro Mariano de Andrade. “Tudo muito diversificado. A cidade de Araxá está crescendo cada vez mais com cultura de qualidade para todos”, concluiu a advogada Daniela Monte.