Destaque »

Brasil ganha da Costa Rica no segundo jogo por 2 a 0

22 de junho de 2018 – 20:02 |

A tônica mundial é a Copa do Mundo 2018, na Rússia, que teve início com uma goleada espetacular do time da casa diante da Arábia Saudita pelo placar de 5 a 0. Outros resultados surpreendentes …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Reurbanização da avenida Senador Montandon passa por 4 etapas

A 1ª etapa já está sendo realizada pela Copasa, que trata da construção de uma nova rede de esgoto.

A revitalização da avenida Senador Montandon está a caminho do fechamento de sua segunda semana de obras. Com o pontapé inicial dado pela Prefeitura Municipal de Araxá, no dia 15 passado, a reurbanização já se encontra no segundo quarteirão da referida avenida para construir uma nova rede de esgoto feita pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa). A expectativa da Secretaria é que toda obra seja finalizada até o fim deste ano.

A obra é custeada pelo governo do Estado, em torno de R$ 2,3 milhões, e a Prefeitura entra com uma contrapartida de R$ 250 mil. Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, João Bosco Borges, a construção de uma nova rede de esgoto, que se refere à primeira etapa do processo, é devido à retirada das palmeiras. “A obra iniciou-se com a Copasa fazendo a rede de esgoto, uma vez que a rede de esgoto existente está debaixo das palmeiras, e como ficou determinado de a gente transplantar elas, ao retirá-las vai danificar a rede de esgoto da Copasa. A Companhia vai fazer a rede nos dois lados da avenida. Depois de seis semanas que a Copasa tiver iniciado os serviços, vamos entrar retirando as palmeiras, no sentido Igreja do Rosário até a Getúlio Vargas”, disse.

João Bosco destacou que a prefeitura inicialmente vai trabalhar no trecho da igreja do Rosário até a Avenida Getúlio Vargas para não gerar transtorno. Após a construção da nova rede de esgoto, que, segundo o secretário, deve durar seis semanas, o cronograma aponta o início da segunda etapa, referente à retirada das palmeiras.

“Após a retirada das palmeiras, a empresa vencedora da licitação já entrará fazendo a parte de pavimentação e arrumando a parte de meio fio, água pluvial, os passeios e as calçadas. Um comitê foi formado pela Prefeitura Municipal para estudar de que forma seriam retiradas as palmeiras”, conta.

Esse comitê conta com integrantes da Copasa, da Asttran [Assessoria de Trânsito e Transporte], da parte de engenharia da Prefeitura [secretaria de Desenvolvimento Urbano], IPDSA [Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá], Vecol e Cemig [Companhia Energética de Minas Gerais].

João Bosco relatou que as primeiras palmeiras retiradas serão do trecho entre a igreja do Rosário e Getúlio Vargas. “A nossa ideia é fazer por quadra. Faz-se uma quadra, retiram-se as palmeiras e passa para a segunda quadra. Aí é a empresa que vai fazer o serviço de acabamento da avenida, ela já vem por quadra para ir liberando o tráfego. Tem todo um estudo e uma divulgação no sentido de orientar os motoristas e pedestres para que possamos fazer sem maior dificuldade”, coloca.

Ele também esclarece que o Ministério Público permite que a Prefeitura retire as palmeiras com a condição de transplantá-las para outro lugar. “Elas serão transplantadas. Retiraremos elas e transportaremos para outro local de plantio. A ideia é, talvez, seja levar algumas para o Max Neumann e outras para aquela avenida do Pão de Açúcar III”.

“Nós vamos ganhar com a fluidez do tráfego. Vamos ganhar com a acessibilidade para os pedestres, além do embelezamento da cidade. É bom a gente frisar que, quando falamos do projeto da Avenida Senador Montandon, não é apenas lá. Entram as ruas adjacentes como Rua Capitão Izidro, Rua Presidente Olegário Maciel. Será feito o trabalho também de recuperação das vias e dos passeios”.

O secretário ainda afirmou que as outras duas etapas realizadas são a parte da pavimentação, e a quarta, a sinalização de trânsito semafórica vertical e horizontal.