Destaque »

Ganso empata com Valeriodoce e continua no G4

24 de setembro de 2018 – 19:49 |

Em partida válida pela décima rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, versão 2018, chancelado pela Federação Mineira de Futebol, na manhã do último  domingo, dia 23 de setembro, o time do …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Reurbanização da avenida Senador Montandon passa por 4 etapas

A 1ª etapa já está sendo realizada pela Copasa, que trata da construção de uma nova rede de esgoto.

A revitalização da avenida Senador Montandon está a caminho do fechamento de sua segunda semana de obras. Com o pontapé inicial dado pela Prefeitura Municipal de Araxá, no dia 15 passado, a reurbanização já se encontra no segundo quarteirão da referida avenida para construir uma nova rede de esgoto feita pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa). A expectativa da Secretaria é que toda obra seja finalizada até o fim deste ano.

A obra é custeada pelo governo do Estado, em torno de R$ 2,3 milhões, e a Prefeitura entra com uma contrapartida de R$ 250 mil. Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, João Bosco Borges, a construção de uma nova rede de esgoto, que se refere à primeira etapa do processo, é devido à retirada das palmeiras. “A obra iniciou-se com a Copasa fazendo a rede de esgoto, uma vez que a rede de esgoto existente está debaixo das palmeiras, e como ficou determinado de a gente transplantar elas, ao retirá-las vai danificar a rede de esgoto da Copasa. A Companhia vai fazer a rede nos dois lados da avenida. Depois de seis semanas que a Copasa tiver iniciado os serviços, vamos entrar retirando as palmeiras, no sentido Igreja do Rosário até a Getúlio Vargas”, disse.

João Bosco destacou que a prefeitura inicialmente vai trabalhar no trecho da igreja do Rosário até a Avenida Getúlio Vargas para não gerar transtorno. Após a construção da nova rede de esgoto, que, segundo o secretário, deve durar seis semanas, o cronograma aponta o início da segunda etapa, referente à retirada das palmeiras.

“Após a retirada das palmeiras, a empresa vencedora da licitação já entrará fazendo a parte de pavimentação e arrumando a parte de meio fio, água pluvial, os passeios e as calçadas. Um comitê foi formado pela Prefeitura Municipal para estudar de que forma seriam retiradas as palmeiras”, conta.

Esse comitê conta com integrantes da Copasa, da Asttran [Assessoria de Trânsito e Transporte], da parte de engenharia da Prefeitura [secretaria de Desenvolvimento Urbano], IPDSA [Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá], Vecol e Cemig [Companhia Energética de Minas Gerais].

João Bosco relatou que as primeiras palmeiras retiradas serão do trecho entre a igreja do Rosário e Getúlio Vargas. “A nossa ideia é fazer por quadra. Faz-se uma quadra, retiram-se as palmeiras e passa para a segunda quadra. Aí é a empresa que vai fazer o serviço de acabamento da avenida, ela já vem por quadra para ir liberando o tráfego. Tem todo um estudo e uma divulgação no sentido de orientar os motoristas e pedestres para que possamos fazer sem maior dificuldade”, coloca.

Ele também esclarece que o Ministério Público permite que a Prefeitura retire as palmeiras com a condição de transplantá-las para outro lugar. “Elas serão transplantadas. Retiraremos elas e transportaremos para outro local de plantio. A ideia é, talvez, seja levar algumas para o Max Neumann e outras para aquela avenida do Pão de Açúcar III”.

“Nós vamos ganhar com a fluidez do tráfego. Vamos ganhar com a acessibilidade para os pedestres, além do embelezamento da cidade. É bom a gente frisar que, quando falamos do projeto da Avenida Senador Montandon, não é apenas lá. Entram as ruas adjacentes como Rua Capitão Izidro, Rua Presidente Olegário Maciel. Será feito o trabalho também de recuperação das vias e dos passeios”.

O secretário ainda afirmou que as outras duas etapas realizadas são a parte da pavimentação, e a quarta, a sinalização de trânsito semafórica vertical e horizontal.