Destaque »

Corredora araxaense supera atletas da elite e chega em 21º lugar na Prova Internacional de São Silvestre

11 de Janeiro de 2018 – 21:48 |

Com um desempenho especial e muita dedicação, a atleta araxaense Patrícia Rodrigues Ribeiro Martins de 37 anos, foi uma das corredoras destaques,  na última edição …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » +

Araxá Esporte é derrotado pela sexta vez seguida e joga partida decisiva contra o Tombense de olho na permanência na elite mineira

Por: Alcino de Freitas.

 Acreditamos que o Araxá Esporte Clube vem atuando de uma forma burocrática, com o firme propósito de jogar para não perder, porém esta é a sexta derrota consecutiva, e o time não consegue marcar, encontrar o caminho do gol. Jogando pela sétima rodada do campeonato da primeira divisão, Araxá Esporte foi até a cidade de Varginha para enfrentar a equipe do Boa Esporte, no Estádio Dilzon Melo, o Melão, e acabou amargando mais uma derrota pelo placar de 1 a 0. Acompanhamos toda a transmissão pela Rádio Imbiara, e os companheiros que cobriram a jornada, apesar de ditarem que o time alvinegro teve uma melhora sensível com a estreia de quatro novos jogadores, ainda assim, não foi suficiente para vencer. Segundo o comentarista Ferreira Júnior, o time continua escalado de forma improvisada, com Carlão na lateral direita, posição do titular Osvaldir, tem deficiência no meio de campo, e o ataque, que apesar de criar oportunidades, continua inoperante. O que mais se contesta no momento é o rígido esquema de atuar com três zagueiros quando a necessidade pré-eminente é de vencer. O meio de campo fica pouco consistente, marca mal e não apoia, e o ataque isolado não consegue ser ofensivo para marcar os gols necessários. Desta forma descreveram os companheiros que narraram o jogo entre Araxá Esporte e Boa Esporte. O time de Varginha iniciou jogando melhor a partida, porém, Araxá Esporte logo conseguiu se equilibrar e passou a jogar de igual para igual, até o momento em que o lateral Neilson interceptou uma bola com a mão, na altura dos 35 minutos, e o árbitro deu sequência à jogada, com os jogadores do Araxá Esporte reclamando. O jogo seguiu e acabou resultando no gol do Boa, assinalado por Betinho. No intervalo da partida, o técnico Flávio Lopes reclamou, mas a consequência foi sua expulsão de campo. Apesar de tudo, Araxá Esporte voltou com Osvaldir na lateral direita, arrumando aquele setor. Já a saída de Roberto Jacaré foi prejudicial, pois o atleta vinha atuando bem, mas teve que deixar o campo devido a tantas pancadas recebidas, e a saída de Leandrinho, substituído por Fabrício Carvalho, deixou o alvinegro araxaense mais organizado, mais consistente, criando boas oportunidades, porém, com os atacantes errando nas finalizações. Na segunda etapa, Araxá Esporte dominou o adversário e, se não fossem as péssimas finalizações, poderia ter obtido um resultado melhor.

Araxá Esporte perdeu jogando com: Marcelo Cruz, Carlão, Rodrigão Paulista, Diego Rafael (Osvaldir), Fabiano; Balduino, George, Rafael Ipuã; Serginho, Roberto Jacaré (Michel Cury) e Leandrinho (Fabrício Carvalho). Técnico: Flávio Lopes.

Boa Esporte Clube venceu de: Douglas, Neilson, Leandro Camilo, Rodrigo Arroz, Airton (Lucas Pavoni); Jair, Marabá, Marcelinho Paraíba, (Henrique), Radamés (Fábio Silva); Betinho e Fernando Caranga. Técnico: Sidney Moraes.

Árbitro: Renato Camilo Conceição, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e por Marcelo Francisco dos Reis.

Público: 923 pagantes                                      Renda: R$ 6.060,00

Cartões amarelos.  Equipe do Boa receberam: Jair, Lucas Pavoni, Marcelinho Paraná e Fernando Caranga.

Pelo Araxá Esporte: Carlão, Balduino e Serginho, que também recebeu o cartão vermelho no final da partida, por reclamação.

Observações: os erros do árbitro que acabaram prejudicando o Araxá Esporte. Primeiro, o gol do Boa foi após o lateral Neilson interceptar uma bola com a mão. O jogo prosseguiu e, em seguida, Betinho assinalou o gol da vitória. Segundo, o jogador Marcelinho Paraná, que durante, a partida já havia recebido o cartão amarelo e antes do final do 1º tempo, tirou a camisa dentro de campo, oportunidade em que deveria tomar o segundo cartão amarelo e ser expulso. O árbitro fez vistas grossas.

Resultados da sétima rodada do Campeonato Mineiro:

Sábado, 23

16h – Mário Helênio, em Juiz de Fora

Tupi 2×1 América / TO, com gols de Vinícius e Wesley (Tupi) e Celinho (América / TO)

16h – Antônio Guimarães Almeida (Almeidão), em Tombos

Tombense 0x1 Villa Nova, com gol de Tchô

Domingo, 24

16h – Mineirão, em Belo Horizonte

Cruzeiro 2×1 Caldense, com gols de Dagoberto e Ricardo Goulart (Cruzeiro) e Nena (Caldense)

17h – Dilzon Melo (Melão), em Varginha

Boa 1×0 Araxá, com gol de Betinho

18h30 – Bernardo Rubinger de Queiroz, em Patos de Minas

Nacional 1×3 Atlético, com gols de Caleb (Nacional) e Guilherme, Bernard e Alexandro (Atlético)

Abertura da sétima rodada

Quarta-feira, 20

22h – Arena Independência, em Belo Horizonte

América 4×0 Guarani, com gols de Juninho, Fábio Júnior e Nikão (2)

Jogos da oitava Rodada

Sábado, 30

17h – Araxá Esporte x Tombense – Fausto Alvim, em Araxá

18h30 – Villa Nova x Cruzeiro – Castor Cifuentes, em Nova Lima

Domingo, 31

16h – Atlético x Tupi – Arena Independência, em Belo Horizonte

16h – Caldense x  Boa – Ronaldo Junqueira (Ronaldão), em Poços de Caldas

16h – Guarani x Nacional, Arena do Calçado, em Nova Serrana

A rodada foi aberta ontem, 27, com jogo entre América/TO e América, no estádio Nassari Matar, em Teófilo Otoni.