Destaque »

CBMM amplia área de atuação e anuncia criação do Centro de Matéria Prima para Turbinas de Avião em Araxá

14 de dezembro de 2018 – 11:13 |

A direção da empresa CBMM, realizou na noite da última terça-feira, dia 11 de dezembro, no ‘Clara Rosa Eventos’,  a tradicional reunião de confraternização com profissionais e diretores de organismos de imprensa da cidade de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Saúde

Quais as atividades físicas mais recomendadas aos adolescentes?

Por Márcio Contato – Personal Trainer

Para você que tem filhos adolescentes que querem entrar numa academia para praticar esportes, há sempre uma dúvida: quais as atividades recomendadas aos jovens?

A maioria dos profissionais de Educação Física recomenda atividades visando o desenvolvimento de várias habilidades, como natação, capoeira, musculação etc. Muitos técnicos e até mesmo alguns pais, pensam em criar um atleta precoce.

Saiba que é muito difícil definir as principais características para um esporte como habilidades para velocidade, resistência ou força de um jovem de 11 ou 12 anos. Por isso o melhor é deixar o jovem livre para escolher as atividades que o agradam, para que ele consiga manter uma regularidade.

Alguns pais chegam a obrigar os filhos a praticar um esporte, causando traumas e afastando o jovem da atividade física. Deve-se sempre, respeitar os limites e aptidões do adolescente. Fazer exercícios é sempre importante, em qualquer idade e na adolescência pode ajudar a moldar o corpo e até mesmo a personalidade do praticante.

Veja outros benefícios:

  • Aumento da força e resistência muscular, agilidade, flexibilidade, da condição cardiorespiratória etc…;
  • Melhora da composição corporal com a diminuição do percentual de gordura;
  • Ajuda a evitar a obesidade;
  • Ensina o jovem a ter disciplina;
  • Afasta das drogas;
  • Promove o relacionamento social;
  • Estimula a superação e a resolução de problemas e dificuldades;
  • Melhora a postura;
  • Exercita tanto a independência do aluno, quanto o relacionamento em grupo.

O ideal seria que o aluno procurasse uma academia, fizesse uma avaliação física, para conhecer o seu nível de condicionamento e aptidão física e elaborar junto ao instrutor, um programa de acordo com os seus interesses. Se o jovem já pratica algum esporte, deverá fazer um trabalho complementar. Por exemplo: se for um jogador de futebol, deverá fazer aulas de alongamento ou flexibilidade para aumentar a mobilidade articular, musculação para aumentar a resistência e força muscular e até outras atividades aeróbias, para melhor a sua condição cardiorespiratória, como natação etc…

Há muita polêmica quanto ao pré-adolescente e adolescente fazer musculação. O que nunca se deve fazer é trabalhar com carga máxima ou sub-máxima (levantar o máximo de peso que se agüenta, como fazem os fisioculturistas). Geralmente de 11 anos para cima, desde que com o acompanhamento de um professor, a musculação pode ser feita visando um treino de resistência muscular e não de força.

O legal para prender a atenção do jovem é o circuito, que é mais dinâmico e pode-se intercalar exercícios aeróbios e exercícios com pesos leves. São casos mais raros os de adolescentes treinando, geralmente é um complemento para alguma atividade esportiva como no caso do futebol que eu citei acima, ou quando se deseja perder peso, ou mesmo, num caso de fisioterapia.

Atividades mais indicadas:

  • Artes marciais;
  • Esportes coletivos;
  • Musculação visando um trabalho de resistência muscular;
  • Natação;
  • Dança;
  • Corrida;
  • Aulas de alongamento.

Estas atividades podem ser feitas 3x por semana, com a duração de 45 minutos a 1 hora, sempre com o acompanhamento de um profissional.