Destaque »

Assinado o protocolo de intenções para instalação da fábrica da McCain em Araxá

16 de agosto de 2019 – 17:03 |

A assinatura do protocolo de intenções para a instalação da empresa McCain do Brasil Alimentos no município de Araxá, aconteceu na última sexta-feira, 9 de agosto, no Teatro …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Esporte

Erros são para servir de lição e serem corrigidos

                                               Por: Alcino de Freitas.

“Errar é humano, persistir no erro é que está errado”. Ouço este ditado desde a idade de 7 anos, e olhe que tem tempo! Depois das duas últimas derrotas do Araxá Esporte Clube diante do América de Teófilo Otoni e da Caldense, em Poços de Caldas, criou-se uma crise sem precedente dentro do clube. A derrota diante do América-TO dentro do Estádio Fausto Alvim, pelo placar de 1 a 0, um placar atípico, com a marcação de um gol irregular, assinalado aos 48 minutos do segundo tempo. A derrota para a Caldense em Poços de Caldas, já se trata de outra situação bem diferente. Temos dito aqui no “Jornal Interação” que a primeira preocupação dentro desta competição é a de não perder jogando em casa, isto é, fazer o dever de casa. Araxá Esporte errou quando perdeu para o América-TO, jogando muito mal, mas, quanto à derrota para a Caldense, o clube de Poços de Caldas fez o seu dever de casa. Bem, devido a essas duas derrotas, aconteceram entrevistas, com atletas fazendo desabafos durante a semana, que viraram polêmicas, caracterizando um crise interna no clube. A diretoria nega a existência de uma crise, os fatos e o clima no Fausto Alvim têm demonstrado uma outra situação, neste momento, em que estão envolvidas pessoas profissionais. A melhor forma de reverter a situação é com o velho ditado: Roupa suja lava-se em casa.

Passemos ao próximo item. Semanas atrás, fomos convidados para a apresentação de três novos contratados, sendo dois jogadores vindos do Santos Futebol Clube, a saber: Geovanne Batista Lobo, 21 anos, meia e Renan Carvalho Mota, 21 anos, meia atacante. O terceiro contratado seria Silvino Joander de Carvalho, (Jabá) atacante, de 31 anos. O que foi passado à imprensa é que Jabá não permaneceu no clube devido a um dinheiro urgente que ele necessitava e que, no momento, aquela verba não estava disponível. Nesse ínterim, o Asa de Arapiraca lhe fez uma proposta melhor e acabou por contratá-lo. Mais alguns dias e anunciaram as dispensas de Geovanne e Renan, alegando o seguinte: Geovanne, um ótimo jogador, mas estava um bom período parado, até recuperar sua forma física, se aproveitado, só no final do campeonato. Quanto a Renan, ainda jovem, faltava-lhe uma experiência maior. Três jogadores dispensados e agora o técnico Flávio Lopes pede três novos reforços. Apesar de que, dentro do pedido do novo técnico, só o atacante Jabá estaria enquadrado. Atletas de qualidades, nesta altura do campeonato, é difícil, o que não podia era deixar um bom atacante como Jabá ir embora. Em um campeonato tão curto como este, não podemos nos dar ao luxo de perder um dia sequer correndo o risco de ser tarde demais.

Esperamos que o jogo de domingo entre Araxá Esporte Clube x Cruzeiro Esporte Clube seja um grande espetáculo, que o torcedor vibre bastante e que esta página esportiva seja mais uma para a história do nosso futebol.