Destaque »

Araxá abre mais 5 leitos de UTI para Covid-19

31 de julho de 2020 – 17:55 |

A Secretaria Municipal de Saúde, implantou mais 5 novos leitos de UTI para tratamento de pacientes com Covid-19. A cidade passa agora a contar com 20 vagas em Unidade de Tratamento Intensivo.
 
A Santa Casa de …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Turismo

Perspectivas de investimentos para Araxá

Companhia de Vichy pretende continuar avaliação técnica e negociações para investimentos em Araxá.

Durante três dias de visitas técnicas e reuniões, os executivos franceses, Erwan Madec e Jêróme Phelipeau, saíram de Araxá já com plano de retornar. A ideia inicial de investimento nas termas continua após avaliação realizada durante os diversos encontros com representantes da Prefeitura Municipal de Araxá, juntamente com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Parcerias, Sebrae,  GDAE (Grupo de Desenvolvimento de Ações Estratégicas) e empresários locais.

A visita técnica foi uma das etapas do projeto Turismo de Bem-Estar que se consolidou com a missão à Europa, realizada por equipes do Sebrae e da prefeitura em 2011. O presidente da companhia, Jêróme Phelipeau, afirmou que em apenas três dias na cidade, sentiu-se em casa devido à semelhança entre Vichy e Araxá. Segundo ele, existem diferentes formas de alavancar o turismo termal, trabalhando com uma base sólida que envolva saúde, beleza, esporte e nutrição. “Durante esses dias em que estivemos aqui ficamos impressionados pelo potencial que o complexo do Barreiro oferece. Araxá tem uma história de mais de 50 anos no termalismo, mas foi esquecendo o seu potencial e pioneirismo. É preciso resgatar essa grande potência que poderá ser a solução para o fomento do turismo na cidade”.

O próximo passo é a avaliação técnica que será feita por profissionais da Companhia de Vichy e técnicos de Araxá, através de análise das águas e da estrutura da cidade. Para o diretor de relações internacionais, Erwan Madec, ainda são necessárias diversas etapas que contemplem adaptações do conceito de termalismo, elaboração de um plano de marketing, estudo mais aprofundado do projeto para análise de viabilidades, e um projeto de reestruturação de design. “Existe em Araxá um potencial importante, mas, para concretizarmos as ações, precisamos adequar o modelo atual com o pensamento já no futuro e essa é uma proposta que envolve não só o hotel como também toda a comunidade local”.

O consultor Técnico do Sebrae – Microrregião de Araxá, Otávio Gomes de Menezes Neto, reforçou que esta é uma ação que tem o envolvimento de vários setores, com o objetivo de reposicionar o mercado turístico através das pequenas e médias empresas. “Esse projeto visa resgatar e consolidar o mercado dentro da estratégia do bem-estar. A Prefeitura Municipal de Araxá entendeu, e houve abertura e consenso no GDAE, permitindo ao Sebrae consultorias e ações estratégicas para Araxá, com intervenções pensadas num formato que signifique ganhos econômicos em qualquer segmento”.

O prefeito Dr. Jeová Moreira da Costa agradeceu a visita e reforçou as ações que estão sendo feitas para promover o turismo local. “Neste governo estamos trabalhando a união e o respeito entre as pessoas. Reflexo disso, é esta grande parceria que estamos fechando entre Araxá e Vichy. Estamos buscando estreitar o relacionamento entre a Companhia Vichy, a Prefeitura Municipal de Araxá, o Governo de Minas Gerais, o Tauá e a Copasa. Entramos nesta nova etapa do projeto com a certeza de que estamos fazendo o melhor para que o turismo e a qualidade de vida em Araxá se fortaleçam ainda mais”.

A secretária Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Parcerias, Alda Sandra Barbosa Marques, afirmou que este encontro é mais uma das ações que estão sendo promovidas com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento econômico e turístico de Araxá. “Estamos buscando parcerias sólidas para que a cidade não somente gere riqueza, mas que essa riqueza beneficie a todos através da promoção turística e da geração de emprego e renda. Estamos otimistas porque a Vichy é uma empresa de renome internacional, e se houve essa avaliação positiva dos franceses é porque temos condições para investirmos e crescermos cada vez mais. Sabemos que esse é um projeto para ser executado a curto, médio e longo prazo, mas, que através do GDAE ele terá continuidade obedecendo a todas as etapas necessárias para implantação”.