Destaque »

PM registra golpes de extorsão sexual pelo Facebook em Araxá

22 de agosto de 2019 – 11:54 |

No dia 16 deagosto de 2019, por volta das 13 horas ,compareceu na sede da Polícia Militar em Araxá, um indivíduo de 31 anos relatando que na data de 13/08/2019 constatou que na sua rede …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home » Diversos

Sinplalto quer reajuste real para aposentados

A categoria não tem qualquer revisão salarial há mais de 12 anos

No Dia dos Aposentados, comemorado no último dia 24 de janeiro, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araxá e Região (Sinplalto) reivindicou reajuste real para a categoria que não tem qualquer revisão salarial há mais de 12 anos e também não tem direito aos benefícios concedidos pela administração municipal, como por exemplo, o 14º Salário ou Gratificação Natalina.

 Devido a isso, o Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Araxá (Iprema) foi criado em 1990 e conta atualmente com cerca de 370 aposentados e 90 pensionistas. A  maioria recebe entre um e dois salários mínimos. A remuneração mais alta é em torno de 3 mil reais. Em 2012, o Iprema teve um aumento significativo de novos beneficiados, com 31 aposentadorias, sendo nove por invalidez, nove por idade, doze por tempo de serviço e uma compulsória, acima do 70 anos. Hoje, o servidor concursado contribui com 11% para o instituto, e a classe patronal (Prefeitura, Câmara, Fundações), com 16%. Com a realização do Concurso Público da Prefeitura de Araxá, as contribuições devem aumentar e melhorar ainda mais as condições financeiras do Iprema.

 De acordo com o presidente do Sinplalto, Hely Aires, a administração municipal ainda repassa mensalmente um valor de aproximadamente 104 mil reais relativos a dívidas de outras administrações, atualizadas com o cálculo atuarial (cálculo que a prefeitura realiza para descobrir quanto deverá gastar com os encargos previdenciários de seus servidores). “Estamos esperançosos com um reajuste salarial ainda este ano. Mais uma vez, a data-base será fundamental para que aposentados e pensionistas sejam beneficiados. A defasagem salarial da categoria é enorme, não tem como medir, pois já são mais de 12 anos sem qualquer reajuste. A única revisão existente é no salário mínimo, pois é lei. A partir de fevereiro próximo, ninguém poderá receber menos que um salário, que passa a ser de 622 reais”, explicou.

 “Hoje a prefeitura concede o Vale Alimentação (160 reais) para aposentados e pensionistas que recebem até dois salários. Mas ainda é muito pouco. Queremos a valorização dos aposentados, de quem trabalhou a vida toda para transformar Araxá no potencial que é hoje”, finalizou Hely.