Destaque »

Araxá vai sediar o “XXII Congresso das Associações Comerciais e Empresariais de MG

19 de julho de 2019 – 11:16 |

De 24 e 27 de outubro no Grande Hotel do Barreiro em Araxá/MG, será realizado o  “XXII Congresso das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais.  Um dos eventos mais tradicionais desta instituição, o Congresso …

Leia mais »
Esporte
Cultura
Turismo
Meio Ambiente
Responsabilidade social
Home »

19 05 03 FOI MAIS UMA GOSTOSA PESCARIA .

Era bem cedo, a aurora veio naquela manhã, nos presentear com um lindo espetáculo. Raios solares multicores, ornamentavam o céu azul, tingindo o lindo quadro, pintado pela natureza, ornamentando ainda mais, aquele ambiente tão selvagem, porém tão romântico. Benedito como de costume, já tinha preparado o rebenta peito como ele dizia do gostoso tira-jejum. Enquanto observávamos aquela maravilha , ouvimos do outro lado do rio, latidos de cães caçadores Corremos para beira do rio e presenciamos um fato raríssimo. Um veadinho catingueiro, nadava atravessando o rio sendo perseguido pelos cachorros. Ele saiu na nossa margem, algumas dezenas de metros abaixo. Sacudiu o corpo para enxugar-se, olhou para outro lado do rio, parecendo certificar-se de que estava livre de seus perseguidores e despreocupadamente, entrou mata adentro. Como começava emocionante aquele dia, era para nós a primeira surpresa de tantas que esperávamos. Logo descíamos o Velho Chico naquele barco com os seis companheiros, em viagem rumo ao grande tanque, lugar onde nosso guia o Zezé, dizia estar os grande dourados. Na viagem vínhamos atentos às margens do rio, onde capivaras sempre pulavam do barranco assustadas pelo barulho do barco, também pacas e até uma grande anta se banhava. Finalmente chegamos a ao grande tanque; parecia que as águas vindas de uma corredeira ali descansavam, servindo de moradia para os grandes peixes. De inicio um lindo dourado era fisgado pelo meu neto Lucas; como debatia aquela verdadeira fera de mais de quinze quilos! Mergulhava parecendo querer puxar o barco e voltava à tona, com lindos saltos, balançando no ar, tentando se ver livre do anzol que o prendia pela boca. Era a primeira fisgada que logo em seguida Murilo também festejava, com mais uma emocionante fisgada em outro dourado do mesmo tamanho. Tínhamos certeza, que ali estava o cardume dos monstrengos dourados. Assim foi aquela manhã, todos fazendo sua gostosa e farta pescaria.Às onze horas, voltamos para as barracas, enquanto aguardávamos o almoço, fazíamos o aperitivo, rindo das piadinhas de nosso guia, que também, contava causos emocionantes sobre pescarias e caçadas de javali. Foram dias maravilhosos, ótimas pescarias onde fisgamos além dos lindos dourados, grandes surubins, trairões, piaparas, mandis e muitos outros exemplares. Finalmente chegou o dia da partida Como foram rápidos aqueles dias, passaram tão depressa, porque…
FOI MAIS UMA GOSTOSA PESCARIA…
francelinocardosojr@hotmail.com
.